quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Um novo verbo: Orkutar

Deletar ( delete) , escanear (Scanner) , estopar (stop) , clicar (click) , xerocar (XEROX) e uma série de outras palavras incorporadas no vocabulário popular de nós, brasileiros, estão aí, soltas pelo ar, pela rede, por todos os cantos.
Palavras da moda, da hora, do tempo e que vão se inserindo conforme o contexto, conforme o texto, conforme os conformes.
A nova palavra a ser adotada, segundo o meu louco pensamento é a que se transformará em breve num sinônimo de quem tem como costume: orkutar... ou seja, bisbilhotar a vida alheia, xeretar.
Desculpe para quem estiver lendo agora, preciso sair do computador onde me encontro neste exato momento; portanto, esse registro fica, com a promessa a ser cumprida de, é claro, continuar divagando sobre este assunto: orkutar.
Já já volto.
Continue aqui, orkutando!

... Pois, é...
Passadas algumas horas, cá estou de volta!
E resolvi falar do criador do orkut, o próprio Orkut:
Orkut Buyukkokten.
Nomezinho esquisitinho, hein...
Que nem ele; esse cara estranho, que nasceu na Turquia e foi criado na Alemanha.
O Orkut foi para os Estados Unidos, há aproximadamente dez anos pra fazer doutorado em Ciência da Computação na Universidade de Stanford (Califórnia).
Como todo calouro, e para piorar estrangeiro, sentia dificuldade em conhecer pessoas e fazer amigos. Seu círculo de amizades se limitava a alguns colegas de sala e algumas pessoas que moravam no mesmo alojamento que ele. Ao tentar se aproximar de novas pessoas fora desse pequeno círculo sentia muita rejeição.
Ah, tadinho...
Dificuldade em conhecer novas pessoas fora do círculo de amizades atual.
Em uma grande universidade as pessoas se socializam pouco, passando muitas horas estudando ou usando o computador.
Daí, o Orkut explica como ele teve a idéia para criar um software de relacionamento:
Uma das melhores formas de se fazer novos amigos é através dos amigos dos amigos.
Quando um amigo te apresenta a uma nova pessoa, a chance de rejeição diminui, pois você transfere a confiança que tem no seu amigo para aquela nova pessoa que acabou de conhecer.
Essa rede de amizades é muito forte e pode levar a outros tipos de relacionamentos.
Para potencializar a capacidade das pessoas de formarem novas redes de amizade, aproveitando principalmente o fato de que elas passam muitas horas por dia usando o computador, ele imaginou que seria muito útil ter um software para ajudar as pessoas a se encontrarem online. Nascia a idéia do Social Software, ou software de relacionamento.
Bem, o resto você pesquisa, né?
Não vou cuspir tudo aqui pra você.
Apenas passei uma parte importante que foi a grande sacada deste carinha chamado Orkut.
E não se assuste:
É das pessoas estranhas que surgem as melhores idéias.
Estereotipadas e estigmatizadas pelos outros, são elas é que vão te surpreender.
Vai vendo!
E vá vivendo!
Orkuteie pouco, cuide mais de se ocupar e ocupar a sua mente!
Um abraço forte!
Ah!
E "pode me ler" que eu deixo!

Um comentário:

tapanacara disse...

Cuidado c/ o vício....